Licitar

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

TCU aprova instrução normativa para ampliar transparência de transferências especiais feitas a estados e municípios

Norma define elementos e informações que devem ser apresentados pelos órgãos locais e estabelece prazos

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou, na sessão plenária desta quarta-feira (17/1), a Instrução Normativa (IN) nº 93, que visa regulamentar os procedimentos para fiscalização de transferências especiais, repassadas a estados e municípios por meio de emenda parlamentar. A resolução será enviada à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados.

A instrução normativa define os elementos e informações que devem ser apresentados no sistema transferegov.br pelas prefeituras e governos estaduais beneficiados com transferências especiais. Além disso, estabelece prazos para que os entes concluam a execução dos objetos financiados com os recursos.

O principal ponto da instrução se refere à maneira como estados e municípios deverão dar transparência à execução dos recursos. Com a medida, será mais fácil verificar se os entes estão cumprindo os requisitos previstos na Constituição Federal. Cabe ao TCU criar, na esfera federal, mecanismos adequados à fiscalização das transferências, assim como realizar auditorias e inspeções para verificar a aplicação dos recursos. A medida também fortalece a transparência e o controle social.

De acordo com a IN, os órgãos estaduais e municipais terão prazo de 60 dias para inserir, na plataforma Transferegov.br, informações e documentos sobre a execução dos recursos, assim como a programação finalística da área na qual os recursos serão aplicados. Deverão ser contempladas as seguintes informações:

  • Descrição do objeto a ser executado, com as metas a serem alcançadas;
  • Estimativa dos recursos financeiros necessários à consecução do objeto;
  • Classificação orçamentária da despesa;
  • Previsão de prazo para conclusão do objeto.

O texto também prevê a elaboração de relatório de gestão dos recursos, que deverá ser inserido na plataforma Transferegov.br até o dia 30 de junho do ano subsequente ao recebimento da transferência especial.

O relatório deverá ser atualizado anualmente, a cada dia 30 de junho, até o final da execução do objeto da aplicação dos recursos, quando deverá ser apresentado relatório de gestão final. O documento deverá conter o detalhamento do objeto executado, da execução orçamentária e financeira dos recursos recebidos, e será acompanhado de documentação que possibilite aos órgãos de controle externo e interno verificarem o cumprimento do objeto.

As condicionantes constitucionais determinam que os recursos sejam utilizados exclusivamente em programações finalísticas das áreas de competência do Poder Executivo local, e que pelo menos 70% sejam utilizados em despesas de capital. Além disso, a Constituição define que os recursos não podem ser usados para pagamento de encargos referentes ao serviço da dívida, ou ainda para pagamento de despesas com pessoal e encargos sociais relativos a ativos e inativos, e com pensionistas.

O regulamento deverá ser aplicado às transferências que forem realizadas depois de sua entrada em vigor (17 de janeiro de 2024). A instrução também valerá para as transferências realizadas anteriormente, nos casos em que os objetos ainda não tenham sido concluídos.

A unidade técnica do TCU responsável pela elaboração da IN foi a Unidade de Auditoria Especializada em Transferências de Recursos da União (AudTransferências). O relator é o ministro Benjamin Zymler.

Fonte: TCU Notícias

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas

“Vamos fazer a Ponte de Penedo, o Arco Metropolitano de Maceió e concluir a BR-101/AL”, destaca Renan Filho

“Vamos fazer a Ponte de Penedo, o Arco Metropolitano de Maceió e concluir a BR-101/AL”, destaca Renan Filho

Ministro reforçou a importância das obras durante palestra de abertura do Gazeta de Alagoas Summit Mobilidade; estado recebe R$ 1,8 bilhão através do Novo PAC Facilitar a vida de quem

Águas do Sertão inicia programa intensivo de combate às perdas de água em Alagoas

Águas do Sertão inicia programa intensivo de combate às perdas de água em Alagoas

Em uma iniciativa que promete trazer grande avanço para o cenário do saneamento no sertão alagoano, a concessionária Águas do Sertão anuncia a execução de um programa intensivo de combate

Sancionada lei que garante tarifa social de água e esgoto para famílias de baixa renda

Sancionada lei que garante tarifa social de água e esgoto para famílias de baixa renda

Iniciativa beneficia famílias com descontos de 50% na prestação desses serviços. Texto foi sancionado pelo presidente da República em exercício, Geraldo Alckmin As famílias de baixa renda de todo o

CGU abre investigação para apurar possíveis irregularidades na importação de arroz pela CONAB

CGU abre investigação para apurar possíveis irregularidades na importação de arroz pela CONAB

A pedido da CONAB, a Controladoria vai apurar o caso A Controladoria-Geral da União (CGU) abre investigação para apurar possíveis irregularidades na importação de arroz pela Companhia Nacional de Abastecimento

Governo Federal investirá R$ 1 bilhão para ampliar consultas e reduzir tempo de espera

Governo Federal investirá R$ 1 bilhão para ampliar consultas e reduzir tempo de espera

Além de tornar mais fácil o acesso dos pacientes a consultas ambulatoriais, o programa amplia a oferta de serviços integrados que permitem a redução de filas O objetivo é ampliar

AMA capacita técnicos municipais sobre as regras da nova contabilidade fiscal

AMA capacita técnicos municipais sobre as regras da nova contabilidade fiscal

Seguindo o calendário de capacitações e aperfeiçoamento das equipes técnicas das cidades, a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), promoveu na última terça e quarta-feira (11 e 12), mais um curso