Licitar

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

MDS firma convênio de R$ 300 milhões com os estados do Nordeste para construção de cisternas 

São mais de 42 mil tecnologias de acesso à água já contratadas pelo Programa Cisternas no Semiárido, em 2024. Iniciativa chegou a 62,7 mil unidades no ano passado, incluindo as destinadas para a região Amazônica

Foto: Roberta Aline/MDS

As tecnologias sociais de acesso à água são um importante equipamento para a convivência com o semiárido

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) anunciou a contratação de mais de 42 mil cisternas por meio de convênio firmado com o Consórcio Nordeste, contemplando todos os nove estados da região. O investimento é de quase R$ 300 milhões do Governo Federal e outros R$ 12 milhões de contrapartida dos estados. São 39 mil tecnologias de acesso à água para consumo humano e 2,89 mil sistemas para produção de alimentos e para consumo animal.

As tecnologias de acesso à água para a produção de alimentos no Semiárido são associadas a serviços de assistência técnica e ao repasse de R$ 4,6 mil por família beneficiada, via Programa Fomento Rural. No convênio, firmado em maio deste ano com o Consórcio Nordeste, o investimento extra de fomento é de R$ 13,3 milhões. O anúncio foi feito em Petrolina (PE), nesta segunda-feira (10/6), pela secretária nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Lilian Rahal.

“A população do Semiárido, especialmente a população rural, é base do nosso Cadastro Único de programas sociais do MDS. O Programa Cisternas tinha sido descontinuado e nós estamos resgatando essa importante política pública”, destacou Lilian Rahal, durante encontro organizado pelo Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA) denominado “Missão Climática pela Caatinga, de Enfrentamento à Desertificação e à Seca”.


Iniciamos essa retomada no ano passado e, este ano, avançamos na pactuação com todos os estados nordestinos, a partir de uma articulação com o Consórcio Nordeste”Lilian Rahal, secretária nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS


Em 2023, o Governo Federal retomou o Programa Cisternas, tendo contratado 62,7 mil unidades, sendo 58,2 mil para o Semiárido e as demais para a região Amazônica. “Iniciamos essa retomada no ano passado e, este ano, avançamos na pactuação com todos os estados nordestinos, a partir de uma articulação com o Consórcio Nordeste, importante instância na nossa agenda em toda a região”, prosseguiu a secretária do MDS.

As tecnologias sociais de acesso à água são um importante equipamento para a convivência com o Semiárido, promovendo dignidade, saúde, segurança alimentar e melhores condições de vida. Além disso, pesquisas científicas mostram a importância delas na saúde de gestantes e recém-nascidos.

A secretária Lilian Rahal acompanhou a titular do MMA, Marina Silva, que também é ministra em atividade da Missão Climática pela Caatinga, de Enfrentamento à Desertificação e à Seca, e que fez anúncios de ações do Governo Federal para o Semiárido. Antes do evento de assinatura dos termos, a comitiva esteve em Juazeiro (BA), cidade vizinha à Petrolina, onde visitou famílias que vivem nas áreas rurais do município.

“As comunidades que nós visitamos hoje, já viram que essa tecnologia funciona. Elas captam e utilizam água para consumo e para a produção. Só que com as mudanças climáticas, essas mesmas famílias, do Semiárido, são as mais afetadas”, destacou a ministra, que assinou o termo do “Projeto de combate às mudanças climáticas e à desertificação nos territórios do Semiárido”, com foco em comunidades tradicionais e terras indígenas, dentre outros.

Fonte: AMA Notícias

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas

CGU, PF, MPF e Receita deflagram a Operação Casa de Ouro no Mato Grosso do Sul

CGU, PF, MPF e Receita deflagram a Operação Casa de Ouro no Mato Grosso do Sul

Objetivo é apurar a prática de corrupção e lavagem de dinheiro. Em razão da existência de autoridades com prerrogativa de foro, as ordens foram emitidas pelo STJ Controladoria-Geral da União

Políticas públicas de Tecnologia da Informação e Comunicação precisam de mais transparência, analisa TCU

Políticas públicas de Tecnologia da Informação e Comunicação precisam de mais transparência, analisa TCU

Mapeamento do setor identificou 15 planos, estratégias ou programas associados, com total de recursos alocados em torno de R$ 15 bilhões O Tribunal de Contas da União (TCU) analisou, na

CGU e Polícia Federal desmontam esquema de fraude na Prefeitura de Santaluz (BA)

CGU e Polícia Federal desmontam esquema de fraude na Prefeitura de Santaluz (BA)

Operação Santa Rota constata irregularidades em licitação para contratação de transporte escolar no município, com desvio de recursos em torno de R$ 3 milhões Controladoria-Geral da União (CGU) participa, nesta

Novos Incentivos do Plano Safra prometem mais produtividade e renda na agricultura familiar

Novos Incentivos do Plano Safra prometem mais produtividade e renda na agricultura familiar

Mecanização do campo e fundo garantidor ampliam as oportunidades para agricultores familiares Divulgação/MDA Plano Safra tem o objetivo de potencializar a produção, permitindo que agricultores produzam mais com menos esforço

Atenção: Prorrogação do prazo SIAP 

Atenção: Prorrogação do prazo SIAP 

O Tribunal de Contas de Alagoas(TCE/AL), prorrogou em caráter excepcional e impostergável, o prazo de entrega da quinta remessa do calendário de 2024 do Sistema Integrado de Auditoria Pública (SIAP).

PEC que alivia contas dos municípios passa pela primeira sessão de discussão

PEC que alivia contas dos municípios passa pela primeira sessão de discussão

O Plenário do Senado promoveu, nesta terça-feira (2), a primeira sessão de discussão da proposta de emenda à Constituição (PEC) que estabelece medidas para aliviar as contas dos municípios. A PEC