Licitar

Generic selectors
Apenas correspondências exatas
Pesquisar no título
Pesquisar no conteúdo
Post Type Selectors
post

Ministério das Cidades amplia prazo para gestores enviarem informações de propostas selecionadas no Novo PAC

Estados e municípios têm até 8 de julho para apresentarem documentação necessária. Gestores devem encaminhar informações via TransfereGov

O Governo Federal decidiu prorrogar o prazo para estados e municípios apresentarem a documentação dos projetos no âmbito do Novo PAC Seleções – Cidades. Para garantir que todos os projetos selecionados sejam encaminhados e tenham os recursos assegurados, os entes terão até o dia 8 de julho para enviar ao Ministério das Cidades, via TransfereGov, as informações adicionais, projetos de engenharia e os documentos complementares exigidos. A portaria que regulamenta a prorrogação do prazo foi publicada pelo Ministério das Cidades na última sexta-feira (7).

O anúncio dos projetos contemplados, realizado no início de maio, incluem os eixos Abastecimento de Água – Rural, Periferia Viva – Urbanização de Favelas, Contenção de Encostas, Regularização Fundiária e Renovação de Frota. O investimento total é de mais de R$ 18,3 bilhões, alcançando 532 cidades – nos 26 estados e Distrito Federal, com 6.050 equipamentos e obras.

As seleções têm por finalidade a redução das desigualdades regionais, com foco na melhoria da qualidade de vida no campo e nas cidades. Nessa etapa estão contemplados projetos que visam tornar estados e municípios mais aptos a superar cenários adversos da emergência climática. Com o Novo PAC Seleções, o Governo Federal ampliou o formato para as cidades e estados apresentarem as principais necessidades e prioridades locais.

No caso de projetos apoiados com recursos de financiamento, o prazo para que os entes federados apresentem a documentação para a contratação das operações também passa a ser até 8 de julho.

Fonte: Casa Civil

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Relacionadas

CGU, PF, MPF e Receita deflagram a Operação Casa de Ouro no Mato Grosso do Sul

CGU, PF, MPF e Receita deflagram a Operação Casa de Ouro no Mato Grosso do Sul

Objetivo é apurar a prática de corrupção e lavagem de dinheiro. Em razão da existência de autoridades com prerrogativa de foro, as ordens foram emitidas pelo STJ Controladoria-Geral da União

Políticas públicas de Tecnologia da Informação e Comunicação precisam de mais transparência, analisa TCU

Políticas públicas de Tecnologia da Informação e Comunicação precisam de mais transparência, analisa TCU

Mapeamento do setor identificou 15 planos, estratégias ou programas associados, com total de recursos alocados em torno de R$ 15 bilhões O Tribunal de Contas da União (TCU) analisou, na

CGU e Polícia Federal desmontam esquema de fraude na Prefeitura de Santaluz (BA)

CGU e Polícia Federal desmontam esquema de fraude na Prefeitura de Santaluz (BA)

Operação Santa Rota constata irregularidades em licitação para contratação de transporte escolar no município, com desvio de recursos em torno de R$ 3 milhões Controladoria-Geral da União (CGU) participa, nesta

Novos Incentivos do Plano Safra prometem mais produtividade e renda na agricultura familiar

Novos Incentivos do Plano Safra prometem mais produtividade e renda na agricultura familiar

Mecanização do campo e fundo garantidor ampliam as oportunidades para agricultores familiares Divulgação/MDA Plano Safra tem o objetivo de potencializar a produção, permitindo que agricultores produzam mais com menos esforço

Atenção: Prorrogação do prazo SIAP 

Atenção: Prorrogação do prazo SIAP 

O Tribunal de Contas de Alagoas(TCE/AL), prorrogou em caráter excepcional e impostergável, o prazo de entrega da quinta remessa do calendário de 2024 do Sistema Integrado de Auditoria Pública (SIAP).

PEC que alivia contas dos municípios passa pela primeira sessão de discussão

PEC que alivia contas dos municípios passa pela primeira sessão de discussão

O Plenário do Senado promoveu, nesta terça-feira (2), a primeira sessão de discussão da proposta de emenda à Constituição (PEC) que estabelece medidas para aliviar as contas dos municípios. A PEC